sábado, 21 de dezembro de 2013

Então é Natal!

Nossa! Já estamos em dezembro e o Natal está aí! 
Não sei se todo mundo tem essa sensação, mas pra mim o ano voou!
Peço desculpas porque o nosso blog andou meio largadinho nos últimos tempos. Também peço desculpas porque não pude comentar todos os posts que li nos blogs amigos, mas saibam que eu li tudinho! 
Queremos desejar a todos vocês um Feliz Natal! Que todos possam comemorar a data ao lado das pessoas mais queridas. E que o Ano Novo seja melhor pra cada um de nós! Eu comprei dois gorrinhos de Papai Noel e a ideia era fotografar o Juca e o Darwin no melhor estilo "Feliz Natal", mas gatos são gatos e eles só fazem o que querem e na hora que querem, logo, não consegui tirar nenhuma foto. Aliás, nem colocar o chapéu eles deixaram! rsrs
Fica um vídeo que fiz dos meninos sendo escovados. Reparem como o Juca está amando ser escovado! 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Cansei de ser gato

Já faz um tempo que eu acompanho o Cansei de ser gato e eu simplesmente adoro!
Pra quem não conhece, Chico Bento é um lindo gato tigrado que leva o maior jeito pra modelo felino. Suas humanas começaram a fotografá-lo usando as mais diversas fantasias. Compartilhavam as fotos apenas com os amigos, mas como todo mundo começou a curtir, resolveram criar uma fanpage e o resultado é que o Chico virou um livro. 
O lançamento aconteceu nesse final de semana em São Paulo, com a ilustre presença do Chico.
Acho que o Mateus não estava muito a fim de ir, mas em solidariedade a minha veia gateira, ele me acompanhou ao evento e no final até curtiu.
Fiquei impressionada com o Chico. Ele realmente é um gato muito tranquilo. Em meio a tantas pessoas que estavam no evento e que queriam enlouquecidamente tirar uma foto com ele, Chico conseguiu até tirar um cochilo.

Fofo demais

Detalhe na gravata dourada



Tietando



Stefany e Amanda são as humanas do Chico
                           

Livro autografado

O próximo a ver o livro aqui em casa é o Juca


segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Juca bolseiro

No último post, contei pra vocês como o Juca andava feliz por ter descoberto a mochila do Mateus. Infelizmente,  por uma fatalidade, Juquinha precisou desistir da alcunha  "o mochileiro".
Tudo porque eu e o Mateus sofremos um sequestro relâmpago e dentre todas as coisas que nos levaram, a mochila foi uma delas. Graças a Deus saímos sãos e salvos e aos poucos vamos deixando essa terrível experiência para trás.
Já era de se esperar que na falta da mochila, o Juca iria se adaptar. E não deu outra! Podem chamar o meu caçulinha de Juca, o bolseiro!





terça-feira, 1 de outubro de 2013

Juca, o mochileiro


Em casa normalmente quem inventa moda é o Darwin. E o Juca acaba indo na onda dele.  Dia desses o Darwin "descobriu" um novo lugar pra ficar deitado, repousando sua beleza felina: a mochila que o Mateus leva pro trabalho. Não deu outra, foi só o Darwin sair que o Juca resolveu ficar no mesmo lugar. Talvez isso tenha a ver com demarcação de território, sei lá.
O fato é que, passado um tempo, o Darwin desencanou da mochila. Mas o Juca não. Ele adotou o lugar como se fosse a cama dele e se eu quero saber onde está meu frajola, basta procurar pela mochila. 
Claro que às vezes o Darwin dá um chega pra lá no irmão, só pra mostrar que ele é quem manda no pedaço. E Juquinha espera pacientemente sua vez de usar a mochila.


Darwin começou com a moda da mochila
E Juca já ficou de olho no irmão...
Juca fez da mochila sua cama
E se deixar, passa horas em cima da mochila
Ele não desgruda dela
                        


E espera pacientemente sua vez de usá-la








domingo, 22 de setembro de 2013

Mamãe Roupão

Nos dias mais frios costumo ficar de roupão (daqueles de microfibra) até a hora de dormir. Sempre que pode o Darwin se aproxima do roupão e fica um tempão amassando pãozinho e ronronando, talvez lembrando da sua mamãe gato...




domingo, 15 de setembro de 2013

Fraternidade

Fraternidade é dormir juntinho mesmo nos dias mais quentes e de rosto coladinho. Que amor!




terça-feira, 10 de setembro de 2013

Esparadrapo na cabeça

Eu sempre fico apreensiva quando vejo Darwin e Juca brincando/brigando porque nunca sei diferenciar o que de fato eles estão fazendo. O Darwin é sempre aquele que começa a brincadeira/lutinha chamando o Juca. Muitas vezes o Juca nem tá a fim, mas acaba cedendo aos apelos do irmão tigrado. 
O resultado é que vira e mexe eles estão machucados. Ontem mesmo o Juca estava coçando sem parar o queixo e quando fomos investigar vimos que a região estava machucada e quanto mais ele coçava, pior ficava. O Mateus cortou as unhas do Juca, mas nosso frajolinha continuou a se coçar sem parar. 
Resultado: esparadrapo na cabeça! Até que ele ficou bonitinho!!!





Linguinha de fora após ganhar petisco









Ganhando petisco

Darwin tentando se redimir 



sábado, 7 de setembro de 2013

Maine Juca

Apesar de 5 meses mais novo que o Darwin, nosso Juca é maior que o irmão tigrado. Assim como seus irmãos de sangue, Wally e Odin, Juca tem o físico esguio, característica genética com certeza!
Eu costumo brincar falando que o Juca é tão grande quanto um maine coon, o que não é verdade apesar do meu frajolinha ser bem compridão.








domingo, 1 de setembro de 2013

A consulta do Darwin - parte II

Para ler a primeira parte, clique aqui.

Até chegar na clínica, passamos por poucas e boas. A consulta estava agendada para 9:00h e como não era perto de casa, saímos com certa antecedência. O Mateus dirigia e eu segurava a caixa de transporte no colo. Quando estávamos na Marginal Tietê, quase na metade do caminho, o Darwin começa a ficar incomodado e mia reclamando. Logo em seguida ele começa a andar pela caixa. 
De repente ele se agacha e....faz um cocô! Subitamente sentimos aquele cheiro típico de quem faz o número 2. Eu não sabia o que fazer e o Mateus começou a ter náuseas que não paravam mais e só não vomitou porque estava em jejum. Eu comecei a rir sem parar da cara do Mateus. A sorte é que forrei a caixa com uma toalha e consegui limpar o cocô com ela. Mas minha mão não passou ilesa pelo número 2 do Darwin rsrsrs.
Como vocês viram, o Darwin ficou super tranquilo durante a consulta. Claro que ele estranhou o ambiente e a presença da veterinária, mas no final ele ficou feliz porque até ganhou um sachê.
Achamos que a volta seria tranquila, só que não. O Darwin resolveu que tinha que fazer xixi e fez!  Como o Darwin bebe muita água, ele faz muuuito xixi também. Resultado: a caixa de transporte ficou parecendo uma piscina de xixi. O Darwin ficou super irritado e quis sair de qualquer jeito da caixa. Resolvemos tirá-lo de lá e ele voltou pra casa no meu colo. Ficou super comportado só observando o movimento da rua. Teve uma hora em que ele abriu a boca e assim ficou até chegarmos em casa. Achei que ele estava tendo uma síncope (lembram que sou neurótica?) e até agora me pergunto o que foi essa da boca aberta.

Até aqui tudo parecia bem

Boca aberta...





,,,,até chegar em casa!

sábado, 31 de agosto de 2013

A consulta do Darwin - parte I

Há pouco mais de um ano, a veterinária dos felinos diagnosticou o Darwin com uma doença endócrina chamada diabetes insipidus. Pra lembrar como foi, clique aqui.
Eu adoro a veterinária dos meninos e confio muito nela, mas confesso que sempre fiquei com "a pulga atrás da orelha" com o fato de não ter que fazer nada a respeito do diagnóstico. Acho que o ser humano sempre espera um "remédio" pra todos os males que possa apresentar. E pensar que não precisaria dar nenhum remédio pra tratar o problema do Darwin me deixava meio angustiada, com aquela sensação de que eu não estava fazendo o certo.
Em junho levamos o Darwin pra tomar as vacinas anuais e eu perguntei pra vet se não seria bom levar o Darwin num especialista. Fiquei cheia de dedos pra falar porque não queria que ela pensasse que eu estava subestimando o diagnóstico dela. Mas ela nos deu o maior apoio e disse que seria ótimo procurar um endocrinologista. Ela nos indicou uma médica e fez um encaminhamento explicando todo o quadro clínico do Darwin. 
Semana passada foi a primeira consulta com a endocrinologista. Nós adoramos a Dra. Alessandra. Ela nos explicou tudo direitinho, mas antes de fechar o diagnóstico ela nos pediu uma lista de exames de sangue e urina. Disse que tudo indica que o Darwin realmente tenha diabetes insipidus, mas antes ela precisa afastar a possibilidade de qualquer outra doença que poderia fazer com que o Darwin bebesse muita água. Se for diabetes insipidus central, o tratamento é super fácil; se for de origem nefrogênica, não há tratamento, mas ficar sem tratar (nos dois casos) não é nenhum problema, a não ser o de continuar comprando bastante areia por conta da quantidade de urina. A única recomendação é JAMAIS deixar faltar água. E se um dia ele precisar passar por uma cirurgia, não poderá fazer jejum de água.

Explorando o consultório

"O que é isso?"

"Legal! Deve ser uma cama"

Calculando o pulo







domingo, 18 de agosto de 2013

O Gato Que Ri

Logo que comecei a namorar o Mateus, há pouco mais de 6 anos, ele me levou num restaurante onde ele costumava ir e que serviam massas deliciosas. De fato, o lugar é agradável e a comida, super gostosa.
Só depois que virei gateira é que me dei conta do nome do restaurante: "O Gato Que Ri". Na entrada há um mosaico lindo de um gato sorridente dentro de uma cesta. Dentro do restaurante vemos fotos desse mesmo gato do mosaico, além de enfeites de gato por toda parte. Enche os olhos de qualquer gateira! Não tive a oportunidade de perguntar pro pessoal o porquê do nome, mas logo percebi que os proprietários do local são pessoas de bom gosto rs.




Fofura de cardápio


Detalhe do guardanapo

domingo, 11 de agosto de 2013

Dois anos de Juquice

Hoje é Dia dos Pais, mas é dia do meu Juquinha também! Parabéns pro meu frajola preferido!! Que Deus permita muitos anos de convivência, aprendizado e parceria com o gato que a cada dia se mostra mais confiante, mais carinhoso e mais manhoso. Esse é o Juca!
Aproveito para parabenizar os lindos irmãos do Juca: Wally, Odin, Raj e Nita.